Produtividade sobe no 1º tri, mas dá sinais de perda de fôlego

Valor – Medida por hora efetiva avançou 1,1%, mas outras métricas registraram queda, segundo observatório do FGV IBRE.

A produtividade do trabalho no Brasil sustentou o crescimento no primeiro trimestre deste ano, mas abaixo do registrado no mesmo período do ano passado, sugerindo que o aumento observado em 2023 pode ter sido mais temporário, devido à agropecuária, e menos uma mudança duradoura na tendência agregada. É o que aponta o Observatório da Produtividade Regis Bonelli, do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE).

Clique aqui para ler a versão completa

 

 

Subir