Notícias

  • Na mídia 05 dez 2019 | 0 comentários
    Postado porEquipe FGV IBRE

    Debate vê alternativas para elevar produtividade

    Estadão – A continuidade da agenda para aprovação de reformas é essencial para que a produtividade do trabalhador brasileiro volte a avançar. Essa foi a conclusão dos economistas que participaram do 1º. Seminário Produtividade e Reformas, que aconteceu na manhã da quarta, 4, em São Paulo. O evento, uma parceria do Estado com o Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação...
  • Na mídia 04 dez 2019 | 0 comentários
    Postado porEquipe FGV IBRE

    “Não adianta ajustar as contas públicas sem mexer na produtividade”

    Revista Conjuntura Econômica – Desde 2015, quando participou da criação do Centro de Cidadania Fiscal (CCiF), o economista Bernard Appy tem se dedicado à defesa da reforma do sistema tributário brasileiro. É do CCiF a PEC 45/2019 que tramita na Câmara liderada pelo deputado Baleia Rossi (MDB-SP), que substitui cinco impostos (PIS, Cofins, IPI, ICMS e ISS) pelo Imposto sobre Bens...
  • Na mídia 04 dez 2019 | 0 comentários
    Postado porEquipe FGV IBRE

    Medida de força

    Revista Conjuntura Econômica – Para a economia brasileira, o ano de 2015 ficou guardado na caixa dos períodos que não se deseja lembrar. A recessão que começou no segundo trimestre de 2014 chegava ao seu auge, levando o PIB para uma contração de 3,5%. A curva de desemprego, que vinha em queda, reverteu sua trajetória para o caminho ascendente que a levou a fechar o período...
  • Na mídia 04 dez 2019 | 0 comentários
    Postado porEquipe FGV IBRE

    Causas e efeitos de sua estagnação

    Revista Conjuntura Econômica – A produtividade no Brasil encontra-se praticamente estagnada desde 2014, o que equivale a dizer que não crescemos nada neste período. Neste artigo argumentarei que a regressão em nossa estrutura produtiva e, por consequência, em nossa estrutura de emprego, tem sido um determinante importante desse comportamento. ...
  • Na mídia 04 dez 2019 | 0 comentários
    Postado porEquipe FGV IBRE

    Visões sobre o atraso brasileiro

    Revista Conjuntura Econômica – Até o começo dos anos 90 o diagnóstico para o baixo crescimento e atraso relativo do Brasil era quase que totalmente baseado em arcabouços teóricos que privilegiavam acumulação de capital físico. Seja dentro de uma tradição estruturalista, em approachs keynesianos ou modelos Harrod-Domar, a ênfase estava em aumentar as taxas de investimento e...
Subir