As Reformas Precisam Continuar

Fernando Veloso

A julgar pelas declarações do Presidente Bolsonaro e do Ministro Paulo Guedes, as reformas parecem ter entrado em compasso de espera. A instabilidade política no Chile e em outros países da América Latina parece ter levado o Executivo a temer o enfrentamento de grupos de interesse.

Como bem disse o Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, essa é uma leitura equivocada dos acontecimentos recentes na América Latina. De modo geral, os protestos de rua estão relacionados à elevada desigualdade de renda, baixo crescimento econômico e provisão deficiente de serviços públicos.

É exatamente esse quadro que as reformas discutidas no Brasil, como a tributária, a administrativa, a MP do emprego e as PECs que reduzem o crescimento das despesas de pessoal, procuram mudar. O objetivo é reduzir os entraves para o crescimento econômico, eliminar privilégios e reorientar os gastos para o atendimento de necessidades prementes dos cidadãos nas áreas de educação, saúde e segurança pública.

Clique aqui para baixar o artigo completo

Subir