Produtividade do Trabalho: Uma análise Regional

Paulo Peruchetti e Fernanda Baeta

Com o fim do bônus demográfico, uma das formas de se aumentar a renda per capita e gerar crescimento sustentável no Brasil nas próximas décadas será por meio da elevação da produtividade do trabalhador. Por isso, discussões sobre o tema de produtividade ganham cada vez mais importância.

Os resultados apresentados nesse texto mostram que o processo de transformação estrutural, representado aqui pela realocação de mão de obra entre os setores, foi de importância essencial para explicar a variação de produtividade na Região Nordeste entre 2002 e 2016. No mesmo período, no Brasil e nas regiões Sudeste e Sul, embora não tenha sido o fator predominante para explicar a variação da produtividade, o efeito composição foi elevado, indicando que a mudança estrutural teve parcela relativamente importante para o ganho de produtividade observado no período. Já nas Regiões Norte e Centro-Oeste houve alto ganho de eficiência entre os setores, tanto que o efeito nível foi bem alto nestas duas regiões (84,6% e 90,4%, respectivamente).

Clique aqui para baixar o relatório completo

Este artigo faz parte do Boletim Macro IBRE de julho de 2019. Leia aqui a versão integral do BMI julho/19

Subir